Olá,

Com imenso entusiasmo que o falacampo, o blog da agricultura brasileira, inicia suas atividades no dia 12 de outubro de 2013. Contamos com o apoio de todos e com a proteção de nossa padroeira Nossa Senhora Aparecida iluminando o nosso país sobretudo a nossa agricultura para um Brasil melhor.

Imagem12

Anúncios

Problemas logísticos do gigante da soja

dinaoO sistema de transportes é um elemento fundamental das economias nacionais. Os custos de deslocamento incidem sobre os custos das matérias-primas e dos produtos finais destinados aos mercados internos ou externos. Deste modo, sistemas de transportes caros e pouco eficientes, como se observa no Brasil, diminuem o potencial de geração de riquezas, bem como a competitividade do país.  Além disso, a configuração do sistema de transportes reflete as desigualdades existentes em cada região. Continuar lendo Problemas logísticos do gigante da soja

As idas e vindas do café

WilliamA cafeicultura é atualmente uma das poucas atividades agrícolas que ainda gera considerável e relevante emprego no campo, e que se caracteriza por grande participação na agricultura familiar. Segmento que representa a maioria dos estabelecimentos rurais e número de produtores, que em certos casos são dependentes exclusivamente da atividade cafeeira com geradora de renda.

 Assim, quando ocorre um período de crise nos preços do café, como pode ser observado a forte tendência baixista do mercado ao longo de 2013, o impacto socioeconômico da cafeicultura pode ter consequências irremediáveis a médio prazo a grande número de produtores, e inevitáveis prejuízos à economia brasileira. Continuar lendo As idas e vindas do café

Perda de alimentos após colheita

11717_501336906600589_1463842611_nA perda de frutas e hortaliças após a colheita é muito preocupante, toneladas de alimentos são descartados por dia devido à falta de cuidados desde a colheita até a comercialização. Estima-se que nos países desenvolvidos a perda de alimentos é de 24%, em países em desenvolvimento como o Brasil está em torno de 30% e nos subdesenvolvidos a situação é crítica, pois pode alcançar cerca de 50%.

Essa perda elevada traduz a falta de conhecimento e treinamento das pessoas que trabalham diretamente com os produtos vegetais. Devemos esclarecer para as pessoas que os vegetais, de modo geral, são produtos vivos que respiram, e que qualquer lesão ou dano causado na superfície externa pode alterar seu metabolismo, ou seja, ele respira mais, e estraga muito rapidamente sendo descartado. Continuar lendo

Plantas de cobertura manejadas como verdadeiras culturas

beiçoPlantas de cobertura é o termo utilizado para espécies vegetais que antecedem a cultura principal e visam à produção de palhada para o sistema de plantio direto ou produção de biomassa vegetal, utilizada na conservação do solo no período de entressafra.

Existem diversas espécies que podem ser utilizadas como plantas de cobertura entre elas o milheto, aveia, nabo forrageiro, feijão guandu, feijão de porco, mucuna, azevém, Braquiária spp., Panicum maximum, sorgo, crotalárias, capim sudão, entre outras. A escolha da espécie depende de cada região, do regime hídrico, da temperatura, da estratégia de manejo adotada e da cultura principal que será implantada na safra. Continuar lendo

Cultivo de Orquídeas: mercado potencial para a floricultura brasileira

cibele_orquideas

O cultivo comercial de orquídeas tem se tornado uma das atividades mais dinâmicas e avançadas do agronegócio mundial, pois possibilita geração de emprego e lucratividade a muitas famílias e trabalhadores que possuem pequenas áreas e disponibilidade de mão de obra. Continuar lendo Cultivo de Orquídeas: mercado potencial para a floricultura brasileira

O bagaço também tem força

JPEGVisando a diversificação da matriz energética, o Brasil, assim como outros países, tem incentivado a cogeração de energia a partir da biomassa. Dentre as culturas existentes, a cana-de-açúcar assume posição de destaque, uma vez que reune os principais atributos para este sistema de geração de energia elétrica.

A combustão do bagaço, obtido na extração do caldo da cana-de-açúcar, possibilita a produção de energia elétrica em quantidades que superam a demanda do processo industrial, sendo que o excedente pode ser comercializado junto às concessionárias de energia elétrica. Dessa forma, o bagaço de cana-de-açúcar passou a ter maior valor agregado, chegando, em determinadas épocas, a apresentar valor correspondente a ¼ do valor da matéria-prima. Continuar lendo O bagaço também tem força

MIP: Sustentabilidade na produção de alimentos e energia

Atualmente, para todo e qualquer sistema de produção agrícola, o embasamento na sustentabilidade têm sido imprescindível. Neste sentido, os sistemas de produção de alimentos e energia devem atingir produtividades elevadas, porém, preservar os recursos naturais para as gerações futuras. Assim, faz-se necessário que o sistema agrícola esteja alicerçado no tripé da sustentabilidade: seja economicamente viável, socialmente justo e ambientalmente correto. Continuar lendo

Você sabia …

usarcorreto

Qual é a relação entre a eficácia dos herbicidas e a mineralogia dos solos tropicais?

Por que mesmas cultivares, com o mesmo manejo de adubação, em áreas sem diferença no clima, tem diferentes respostas de produção e de qualidade?

Que “1 grama” do mineral chamado goethita, abundante nos solos tropicais e responsável pela adsorção de nutrientes, e outras moléculas, tem a mesma área superficial que o campo do Maracanã?

Ou então, quais as vantagens econômicas e ambientais, de se conhecer, a variabilidade da sua fazenda?

Se não sabe as respostas ou tem dúvidas, acesse agora aulas de mineralogia aplicada às ciências agrárias e ambientais, e tutorias para utilização da agricultura de precisão. São 17 aulas em power point, totalmente gratuitas, elaboradas por especialistas da área do Grupo de pesquisa CSME (www.csme.com.br). Até o momento são mais de “21.000 downloads”! Baixe você também e aumente sua base de apresentações para aulas e palestras!