Cultivo de Orquídeas: mercado potencial para a floricultura brasileira

cibele_orquideas

O cultivo comercial de orquídeas tem se tornado uma das atividades mais dinâmicas e avançadas do agronegócio mundial, pois possibilita geração de emprego e lucratividade a muitas famílias e trabalhadores que possuem pequenas áreas e disponibilidade de mão de obra.

As plantas da família Orchidaceae estão entre as flores ornamentais mais apreciadas e de maior valor comercial devido ao desenvolvimento muito lento, sendo necessárias técnicas que promovam a obtenção mais rápida de plantas comercializáveis.

Comercialmente, o cultivo de orquídeas é de grande importância para o agronegócio florícola mundial devido, principalmente, a ampla capacidade de recombinação genética, beleza, forma, tamanho e durabilidade de suas flores.

No Brasil, existe uma das maiores floras orquidáceas, mas por outro lado, existe um déficit de informações sobre o cultivo in vitro de muitas espécies de orquídeas nativas brasileiras, as quais apresentam grande potencial comercial. Devido ao mercado ser altamente competitivo, e as informações relacionadas ao cultivo in vitro e aclimatização serem escassas na literatura, muitos produtores não exploram a diversidade genética das orquídeas e acabam produzindo orquídeas exóticas e estrangeiras deixando de explorar o potencial ornamental das orquidáceas nacionais, que são mais fáceis de cultivar, pois já estão adaptadas às condições climáticas do território brasileiro; sendo que cada região do país abriga espécies de orquídeas endêmicas que podem ser preservadas através da produção massal de mudas para o cultivo comercial, utilizando-se técnicas de semeadura in vitro dessas plantas. Entretanto, ainda é necessário estabelecer protocolos de cultivo específicos para cada espécie, possibilitando melhor crescimento das orquídeas e maiores lucros aos produtores que podem encontrar na orquidicultura uma alternativa rentável de trabalho no campo.

Cibele Mantovani

Consultora no Cultivo e Cultura de Tecidos de Orquídeas

orquidariomantovani@ig.com.br

Conheça mais Cibele: lates

Leia mais posts:

Adubação e a qualidade dos frutos (Prof. Dr. William Natale – UNESP)

O bagaço também tem força ( Eng. Agr. Msc. Hélio Francisco Neto)

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s